As pessoas também diferem no que se refere à sua capacidade de aprender novas competências.Após os setenta anos de idade, algumas pessoas tendem a aprender rapidamente, tal como as pessoas mais jovens, enquanto outras podem ter problemas aos quarenta anos.De acordo com os especialistas, mais de 50% das pessoas acima dos cinquenta anos sofrem de uma „perda de memória associada à idade”.Felizmente, existem competências que podem ser adquiridas, independentemente da idade, e formas de melhorar a memória.

Alguns tipos de competências afetadas pela idade

1.O processamento de novas informações deteriora-se com a idade.É muito provável que quanto mais velha for a pessoa, mais frequente será que esta se esqueça de novas palavras, números de telefone, abreviaturas, acrónimos e fórmulas rígidas.Coisas „não intuitivas” como estas simplesmente não se conservam na memória.No entanto, mesmo quando as pessoas envelhecem, podem aprender, de forma cómoda e rápida, informações importantes, as quais se apoiam na sua base de conhecimento atual.

2.É mais difícil lembrar-se de nomes de pessoas e lugares conhecidos.Da mesma forma, recordar uma palavra raramente usada pode surpreender as pessoas mais velhas.À medida que as pessoas envelhecem, tornam-se cada vez mais hábeis em referir-se indiretamente às coisas sobre as quais falam.

3.Torna-se cada vez mais difícil lembrar-se de eventos pessoais que ocorreram no passado recente ou relativamente distante.Por exemplo, ao escrever uma carta, pode ser mais difícil para os idosos descreverem episódios do seu passado recente.No entanto, a memória de alguns eventos da infância e juventude pode permanecer forte.

4.À medida que envelhecemos, é necessário mais tempo para a aprendizagem de coisas novas e difíceis.Os idosos precisam de mais tempo para adquirir novos conhecimentos ou praticar uma nova capacidade mental e desenvolvê-la até atingir um nível aceitável.Uma pessoa com mais de quarenta anos pode alcançar a proficiência na maioria das competências, porém necessita de tempo adicional.

5.As pessoas idosas podem ter mais dificuldade na realização de duas tarefas em simultâneo.À medida que as pessoas envelhecem, tornam-se mais lentas e cometem mais erros quando têm de dividir a sua atenção.Eventualmente, com vista a executar bem uma tarefa, têm de sacrificar a sua rapidez e precisão numa outra.Quanto mais difíceis forem as tarefas, mais difícil é fazer as duas coisas simultaneamente.A escola é um bom exemplo: ouvir a palestra de um professor envolve três tarefas – compreensão auditiva, criação de um resumo mental e retenção do mesmo enquanto anotações da aula.Isso significa que os jovens de 20 anos podem fazer melhores anotações do que as pessoas mais velhas.

Então e as competências que permanecem inalteráveis, independentemente da idade?

1.As pessoas mais idosas ainda podem aprender novas competências, até mesmo as mais exigentes de memorizar, tais como, factos concretos, vocabulário, nomes e capacidades mentais.Na realidade, se uma pessoa idosa precisa de mais tempo e está a aprender algo no mesmo nível que uma pessoa mais jovem, a única diferença é a maior quantidade de tempo que os primeiros necessitam de consagrar a tal aprendizagem.Os idosos podem aprender com êxito novos idiomas, temas da área científica, a fazer uso do computador ou do tablet e programação.

2.A memória de curto prazo permanece mais ou menos a mesma ao longo de toda a vida.Por exemplo, as pessoas idosas ouvem um número de telefone e retêm-no por tempo suficiente para o discar no telefone e têm na cabeça tantos factos novos, quando partilhados por amigos, quanto as mais pessoas consideravelmente mais jovens.Por esse motivo, os idosos são tão bons na realização de tarefas que requerem tomadas de decisão – por exemplo, em questões de investimento – quanto os mais jovens.

3.As pessoas de idade mais avançada podem desenvolver informações e competências bem aprendidas.Com a idade, as pessoas geralmente começam a cozinhar, ler, aprender coisas novas ou dar os primeiros passos no mundo dos investimentos.No entanto, neste ponto, é útil o apoio de um intermediário, que facilitará a compra de um pacote educativo comprovado, bem como o armazenamento da criptomoeda.É aqui que entra a ajuda da plataforma CryptoEddu, a qual permite a compra adicional de um pacote com criptomoeda através de um intermediário comprovado ou ainda a obtenção de uma criptomoeda comprada anteriormente incluída no pacote.

4.A memória do significado das coisas, sobre como o mundo funciona, tende a sobreviver.Os idosos não esquecem o que são automóveis e mercearias, o que é a lei da gravidade ou o que é um senador.Assim, estes não apresentam problemas no que se refere às competências que exigem conhecimento geral sobre o mundo.

5.O idoso médio pode analisar, melhor do que os mais jovens, problemas complexos que carecem de respostas claras, boas ou más.Consegue lidar com problemas mal estruturados e refletir sobre eles a partir de diferentes perspetivas, usando padrões amplos das suas memórias para tirar conclusões inteligentes.Frequentemente, estes possuem um melhor julgamento do que os jovens em situações ambíguas.

Como aprender novas competências depois dos cinquenta anos?

1.Abrande a rapidez de leitura e raciocínio.Dedique algum tempo a cada frase durante a leitura.Porquê?Quando dedica a determinada tarefa algum tempo extra, está a aumentar a energia mental da qual a mente pode usufruir.Esta energia adicional evoca significados, está associada a coisas relacionadas entre si e aumenta a probabilidade de memorizar o que lê.

2.Quando aprender novas informações, concentre-se no seu significado.Faça uso da ampla experiência relacionada com a maturidade para dar sentido ao que lê e ouve.Porquê?Quando pensamos no significado de coisas novas, criamos memória.E se mais tarde se esquecer das palavras exatas, poderá usar o seu conhecimento acerca do significado para se lembrar de conceitos.

3.Use truques de memória e outros métodos de vinculação de novas informações a outros conceitos.Converter as palavras em imagens tem um poder especial.O método das palavras-chave é um dos métodos que devem ser usados.

4.Se possível, execute apenas uma tarefa de cada vez no decurso da aprendizagem.Durante a leitura, preste atenção ao significado das palavras.Ao ouvir uma palestra, tente fazer anotações acerca das coisas importantes, nos momentos em que o professor fala de coisas menos importantes.Se algo desviar a sua atenção, volte e concentre-se.Tente ficar sozinho e longe dos sons concorrentes.sentimentos e pensamentos.

Ninguém aprenderá a adquirir novas competências sem praticar.Provavelmente, não alcançará bons resultados em matéria de autoaperfeiçoamento, prometendo a si mesmo que se irá lembrar de todas as sugestões.Em vez disso, escolha um bom conselho.Pratique novas competências em casa.É bem possível que o ambiente o distraia e você se esqueça de o fazer.Mas quando se lembrar outra vez, simplesmente tente novamente.Passo a passo, a sua prática desenvolverá um hábito benéfico.